Devido a censura no país, 9 grandes sites continuam bloqueados na China

Por Nerd Start
Em Tecnologia
jul 23rd, 2015
0 Comentários
162 Views

O governo chinês é conhecido pela sua rigidez com a regulamentação e censura de sites. Em 2010, a China retirou 1,3 milhões de sites do ar, incluindo alguns dos endereços mais populares do mundo.

Enquanto alguns conseguem se adequar às normas e voltam ao ar, muitas páginas estão sem funcionar há anos. Confira 9 grandes sites que ainda estão impedidos no país:

1. Google
Reprodução
Analistas acreditam que a primeira vez que o Google foi bloqueado na China foi em 2002. Em 2006 a empresa concordou em seguir as regras e uma versão local do site foi lançada, mas rapidamente surgiram impasses e a proibição retornou. Além do buscador, estão bloqueados serviços como o Gmail, o Google Maps, o Google Drive, o Google Plus e o Google Fotos.

2. Facebook
Reprodução
Em 2009 a rede social mais popular do mundo saiu do ar na China, o que desagradou bastante o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.”Como podemos conectar o mundo inteiro, deixando de fora um bilhão de pessoas?”, afirmou ele em uma audiência Universidade de Stanford em 2010. Apesar dos esforços de Zuckerberg para se aproximar da população chinesa, o site permanece bloqueado.

3. YouTube
Reprodução
O primeiro bloqueio do YouTube aconteceu em 2008, quando foram divulgados diversos vídeos de protestos no Tibete. Na época, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Qin Gang afirmou que a proibição visava “evitar a disseminação de informações prejudiciais”. Atualmente, quem tenta acessar o site recebe a seguinte mensagem: “O servidor youtube.com está demorando muito para responder”.

4. Twitter

Reprodução

O Twitter está bloqueado na China desde fevereiro de 2011. Para substituí-lo há uma versão nacional do microblog, o Weibo, que se tornou um dos aplicativos mais utilizados no país.

5. Instagram

Reprodução

O Instagram foi proibido em 2014 durante os protestos que aconteceram em Hong Kong. Há rumores de que o acesso foi restaurado em alguns locais, mas algumas imagens não carregam.

6. Flickr

Reprodução

O Flickr foi bloqueado em 2007, restaurado e bloqueado novamente em 2014, o que permanece até hoje. Não se sabe por que Flickr foi bloqueado pela primeira vez, mas há especulações de que o governo chinês não esteja satisfeito com as fotos de revoltas no país compartilhadas na plataforma.

7. Bloomberg

Reprodução

O portal foi bloqueado em 2012 após a publicação de uma matéria sobre o enriquecimento do vice-presidente Xi Jinping. O Bloomberg não é o único site de notícias proibido: a Reuters e o Wall Street Journal também não podem ser acessados lá.

8. Dropbox

Reprodução

O Dropbox está bloqueado na China de 2010 até hoje, com exceção de um período de 4 meses em 2014.

9. Pornhub

Reprodução

Uma das razões principais da China para bloquear sites, incluindo o Google, é o fato de eles mostrarem pornografia. O Pornhub, o 66º site mais acessado do mundo, também não funciona no país.

fonte.: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

facebook comments: