Número de dispositivos envelhecidos ou obsoletos em empresas bate recorde, segundo relatório

Por Nerd Start
Em Tecnologia
jul 23rd, 2014
0 Comentários
162 Views

Número de dispositivos envelhecidos-23JULHO2014

O relatório anual da Dimension Data Network Barometer revelou que 51% de 74 mil dispositivos analisados no mundo estão envelhecidos (recebem suporte técnico, mas não são mais encontrados para compra no mercado) ou obsoletos (não recebem mais suporte técnico). A pesquisa que verificou redes corporativas apontou o maior número em seis anos, com 27% de todos os dispositivos sendo considerados “atrasados” em relação ao ciclo de vida dos produtos e suporte do fornecedor.

A pesquisa reuniu dados de 2013, com 288 avaliações tecnológicas considerando 74 mil devices, em empresas de diferentes tamanhos e segmentos em 32 países. Para Raoul Tecala, diretor de desenvolvimento de negócios para redes da Dimension Data, as organizações estão usando seus ativos de rede por mais tempo do que era esperado, fazendo com que nos últimos anos haja um aumento no percentual de dispositivos envelhecidos e obsoletos.

Tecala explica os três principais fatores globais que levaram a essa tendência. Primeiramente as crises econômicas globais, que fizeram as empresas reduzirem custos. Em segundo lugar ele indica o uso maior de modelos de consumo como o TI-as-a-Service, que faz com que empresas não invistam em uma infraestrutura própria. E por último, ele acredita que unidades de programação e redes definidas por software têm feito com que as empresas esperem e demorem mais para escolher novos modelos de estrutura.

Segundo o diretor, novas tendências, como cloud computing, mobilidade e número de “coisas” conectadas, podem fazer com que as empresas voltem a dar atenção para estruturas de rede.
Regionalmente, as Américas, Ásia/Pacífico e Europa são as que mostram o maior crescimento no percentual de devices envelhecidos ou obsoletos. Já a Austrália, Oriente Médio e África têm apresentado melhorias em relação ao passado. Tacala afirma que essas oscilações entre as regiões estão relacionadas com a macroeconomia, uma vez que as atualizações de rede estão ligadas com as condições da economia em cada região. No passado, a Austrália e África já tiveram mais de 50% dos dispositivos considerados velhos ou obsoletos, enquanto Américas possuíam 37% e Europa 41%.

Entre os setores que o Network Barometer Report identificou com maior aumento do envelhecimento e obsolescência dos aparelhos estão: Serviços financeiros (+ 13%); governo, saúde e educação (+ 11%) e provedores de serviços e telecomunicações (+ 33%). Segundo a Dimension Data, a situação nesses setores cresceu devido à crise financeira que causou uma diminuição nos ativos de rede e nos investimentos para a área de tecnologia quando o problema não exige urgência.

“No geral, vemos organizações se tornando mais econômicas em suas abordagens, e mais dispostas a arriscar a ficar com dispositivos ultrapassados em prol da diminuição de gastos”, afirma Tecala. Para que as redes continuem a suprir a demanda dos negócios, o diretor afirma que se deve investir em ferramentas de suporte operacional e de processos.

fonte.: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

facebook comments: