Buscando reestruturação, jogos da Nintendo podem chegar aos PCs

Por Nerd Start
Em Games
maio 19th, 2016
0 Comentários
316 Views

A Nintendo revelou recentemente os resultados de seu último ano fiscal, aproveitando para divulgar, também, uma previsão de lançamento para o NX, seu próximo e misterioso console. No entanto, o documento também indicou que a empresa está passando por uma séria reestruturação.

Nintendo-jogos PCs

Mais detalhes sobre como essa reestruturação será organizada foram revelados nesta quinta-feira, 19. Em um comunicado aos acionistas, a Nintendo adicionou três novas áreas de investimento ao seu plano de negócios: restaurantes, dispositivos médicos e de saúde e “software para computador”.

Os dois primeiros itens já são surpreendentes por si só, indicando que restaurantes e lanchonetes temáticos com os personagens da Nintendo podem ser licenciados e construídos num futuro próximo. Além disso, o esperado monitor cardíaco da marca, chamado Wii Vitality Sensor, pode finalmente ser oficializado.

Mas ao descrever “software para computador”, a Nintendo abre espaço para especulações. Afinal, seu plano de negócios já inclui outros termos que se parecem muito com software para computador, incluindo “conteúdo como games, imagens e música”. Além disso, o trecho do documento em que a empresa destacava o plano de licenciar o “uso e reprodução de obras protegidas por direitos autorais” foi substituído por “direitos sobre propriedades intelectuais”.

Fica no ar, portanto, a possibilidade de que jogos da Nintendo sejam lançados para outras plataformas, incluindo PC. Outra possibilidade, levantada pelo site Ars Technica, é de que o vindouro NX seja um pouco mais aberto do que os antecessores a aplicativos e jogos produzidos por empresas de fora do “guarda-chuva” da Nintendo.

Por enquanto, porém, tudo não passa de especulação. O Nintendo NX está previsto para chegar ao mercado em março de 2017.

fonte.: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

facebook comments: