Segundo TV chinesa, iPhone é ameaça à segurança nacional [+Apple se defende]

Por Nerd Start
Em Tecnologia
jul 16th, 2014
0 Comentários
320 Views

Update 14/07: A Apple se defendeu das acusações de que o iPhone é uma ameaça nacional. Em comunicado, a empresa disse que as informações veiculadas pelo canal chinês são falsas e que não acompanha o deslocamento dos usuários nem do governo da China. Ela lembra, ainda, que o usuário pode desativar ou limitar a função de localização caso o cliente esteja preocupado.

“Como já dissemos, a Apple nunca trabalhou com qualquer agência do governo de qualquer país para criar uma brecha em algum dos nossos produtos ou serviços. Nós também nunca permitimos acesso aos nossos servidores. E nunca permitiremos.”

Notícia original 11/07: A TV estatal da China CCTV afirmou que o iPhone é uma ameaça à segurança nacional, já que ele é capaz de registrar a localização dos usuários com data e hora. Uma matéria divulgada pela emissora criticou o fato de a Apple permitir que os donos de iPhone sejam rastreados e que informações sobre eles sejam reveladas.

Um pesquisador entrevistado disse que esses dados são “extremamente sensíveis” e que, se acessados, podem revelar a situação econômica de todo um país e “até mesmo segredos de Estado.”

Já que é uma emissora estatal, ela representa o pensamento do governo chinês. E a companhia de Cupertino não é a única perseguida pelas autoridades de lá. O Google já teve seus serviços bloqueados no país – e depois liberados – e o Windows 8, da Microsoft, foi proibido em todos os computadores do governo. Cisco Systems e IBM também estão na mira das autoridades chinesas.

A perseguição a essas companhias se intensificou, principalmente, após Edward Snowden revelar que os Estados Unidos espionaram lideranças políticas e pessoas de vários países. Depois disso, os governantes chineses ficaram receosos e acreditam que qualquer empresa americana no país pode fazer parte dos planos de espionagem dos Estados Unidos.

fonte.: 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

facebook comments: